Intoxicação alimentar: conheça os sintomas, tratamento e como evitar

Com a chegada do verão e das altas temperaturas, diversas enfermidades se tornam mais comuns. Uma delas é a intoxicação alimentar.

A intoxicação alimentar ocorre geralmente por causa de uma bactéria conhecida como Salmonella sp.

Esse tipo de bactéria é encontrado normalmente em alimentos de origem animal, como carnes, ovos e leites, que entraram em contato com fezes de animais infectados e acabaram se contaminando.

Porém, alimentos de origem vegetal também podem carregar a bactéria. O que faz com que seja necessário um cuidado muito grande com a higiene.

Uma das grandes dificuldades de se evitar a intoxicação é o fato de que os alimentos contaminados mantêm a mesma aparência, não alterando em nada a cor, cheiro ou sabor.

Nem sempre os alimentos ingeridos no dia em que a pessoa se sentiu mal são os responsáveis pela intoxicação, já que os primeiros sintomas podem aparecer até 3 dias depois da ingestão do alimento contaminado.

Em geral, os sintomas apresentados por quem sofre de intoxicação alimentar são:

  •         Náuseas
  •         Vômitos
  •         Diarreia
  •         Febre
  •         Dor abdominal
  •         Cólicas.

É importante que a pessoa que apresentar os sintomas listados acima beba bastante água para compensar as perdas de líquidos que seu corpo irá sofrer.

A desidratação é um risco para quem está com intoxicação alimentar. Isso pode acontecer devido à forte diarreia que acontece na pessoa que sofre da doença.

Deve-se evitar o consumo de leite, pois o organismo pode ficar carente de enzimas que ingerem a lactose.

Existem exames que o paciente pode realizar para obter a confirmação da suspeita de intoxicação alimentar. Os mais comuns são: hemograma completo e exames microscópicos de fezes.

Para não correr riscos de ter intoxicação alimentar é importante manter os alimentos sempre em lugares refrigerados, prestar muita atenção na data de validade e evitar ingerir qualquer alimento que apresente sabor, cor ou odor diferentes.

Embalar adequadamente os alimentos diminui os riscos de contaminação por bactérias.

Dicas para evitar a contaminação de alimentos:

  •         Lave bem as mãos ao preparar alimentos
  •         Lave bem as mãos após usar o banheiro e antes de comer
  •         Utilize apenas pratos e copos limpos
  •         Evite comer carnes cruas ou mal passadas
  •         Ao comer fora, evite lugares que apresentam má higiene
  •         Lave bem os utensílios de cozinha, especialmente depois do contato com alimentos crus.

Caso a pessoa já esteja apresentando os sintomas de intoxicação, existem alimentos que podem ajudar a acelerar a recuperação.

Alimentos como: biscoito de água e sal, sopa de legumes, arroz branco, macarrão, gelatinas e outros alimentos sem resíduos possibilitam uma reidratação mais rápida.

Caso persistam os sintomas por dias, marque uma consulta com clínico geral na Camim mais próxima e cuide da sua saúde.

Venha fazer parte dessa família.

Planos a partir de R$68

 

Tenha o melhor custo beneficio. Simule aqui o valor do seu plano.

 

Venha fazer parte dessa família.

Planos a partir de R$68

 

Tenha o melhor custo beneficio. Simule aqui o valor do seu plano.