hepatite

O mês de julho marca o período de conscientização das hepatites virais, o chamado Julho Amarelo.

A hepatite na maioria dos casos não apresenta sintomas. No Brasil, milhares de pessoas são portadoras do vírus da hepatite, mas não sabem.

Mais de 42 mil casos de hepatites virais foram registrados no Brasil em 2018, de acordo com o Ministério da Saúde.

Mas o que são hepatites virais? É isso que você irá aprender agora!

O que são hepatites virais?

As hepatites são inflamações no fígado. Elas são causadas pelo uso de alguns remédios, álcool ou outras drogas.

Doenças genéticas, metabólicas ou autoimunes também podem causar hepatite.

Existem 5 tipos diferentes de hepatites.

Tipos de hepatites

  •       Hepatite A
  •       Hepatite B
  •       Hepatite C
  •       Hepatite D
  •       Hepatite E.

Hepatite A: na maioria dos casos, o contágio se dá por meio da ingestão de alimentos e líquidos contaminados. O vírus da hepatite A está no meio ambiente. Quando associado a condições ruins de higiene, acaba contaminando alimentos e água a serem ingeridos por nós, causando inflamação no fígado.

Hepatite B: em áreas de alta prevalência de hepatite, a maioria dos casos de contágio acontece de forma vertical, ou seja, a mãe transmite para o filho. Ela também pode ser transmitida sexualmente, em caso de relações desprotegidas e múltiplos parceiros.

Hepatite C: principal causa de óbitos entre as hepatites no Brasil, a hepatite C é transmitida principalmente através do sangue. Basta que o vírus entre na corrente sanguínea, através de cortes, feridas ou seringas contaminadas, para que a pessoa contraia o vírus.

Existem ainda as hepatites D e E, porém essas não são tão comuns no Brasil, sendo mais recorrentes na África e Ásia.

É importante ressaltar que na maioria dos casos de hepatite ela se manifesta de forma silenciosa, apresentando sintomas apenas quando o fígado já se encontra muito comprometido.

Principais sintomas das hepatites

  •       Vômitos
  •       Tonturas
  •       Febre
  •       Cansaço
  •       Pele e olhos amarelados
  •       Urina escura
  •       Fezes claras.

Como tratar a hepatite

  •       Hepatite A: não existe medicamento próprio para o tratamento da hepatite A. Porém, na maioria dos casos, o próprio corpo se livra do vírus, de 02 a 06 meses.
  •       Hepatite B: o indivíduo precisa usar a medicação adequada, receitada pelo médico, para evitar a destruição do fígado. Em último caso é necessário realizar um transplante de fígado.
  •       Hepatite C: fazer o uso de uma combinação de medicamentos antivirais por várias semanas para eliminar o vírus. O médico monitorar como o paciente responde aos medicamentos. Os tratamentos oferecidos pelo SUS garantem uma chance de 90% de cura dos casos.

Para saber se há a necessidade de realizar exames que detectem as hepatites, observe se você já se expôs a algumas dessas situações:

  • Contágio fecal-oral: condições precárias de saneamento básico e água, de higiene pessoal e dos alimentos (vírus A e E)
  • Transmissão sanguínea: se praticou sexo desprotegido ou compartilhou seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos que furam ou cortam (vírus B, C e D)
  • Transmissão sanguínea: da mãe para o filho durante a gravidez, o parto e a amamentação (vírus B, C e D).

Com o avanço da tecnologia, do conhecimento e de muitas pesquisas, os números de casos das hepatites virais diminuíram de forma considerável.

O mês de julho (Julho Amarelo) visa conscientizar a população a respeito das hepatites virais e assim diminuir ainda mais os casos em nosso país.

Caso apresente alguns dos sintomas acima ou suspeite que está com hepatite, não perca tempo!

Marque agora uma consulta com o Gastroenterologista na Camim mais próxima de você!

 

Venha fazer parte dessa família.

Planos a partir de R$72

 

Tenha o melhor custo beneficio. Simule aqui o valor do seu plano.

Venha fazer parte dessa família.

Planos a partir de R$72

 

Tenha o melhor custo beneficio. Simule aqui o valor do seu plano.