Check up: entenda pra que servem os principais exames e qual sua importância

Infarto, AVC, enfisema pulmonar e impotência sexual são apenas alguns dos perigos do cigarro.

Na verdade, o hábito de fumar cigarros traz perigos tanto para quem fuma, quanto para quem inala a fumaça. Ou seja, só de estar na presença de um fumante você já corre riscos.

Esses que não fumam, mas acabam inalando a fumaça do cigarro são chamados de “fumantes passivos”.

Perigos de inalar a fumaça do cigarro

Quando se trata do cigarro, ninguém está seguro. Isso porque a fumaça inalada mesmo que de forma involuntária pode causar sintomas leves como reações alérgicas (rinite, tosse, etc.) e até problemas mais sérios como câncer de pulmão, infarto e doença pulmonar obstrutiva crônica.

Essas patologias mais graves não acontecem de um dia para o outro.

Mas sim em adultos que foram expostos por longos períodos à fumaça do cigarro, mesmo que nunca tenham fumado na vida.

Algumas doenças que podem ser causadas por inalação da fumaça do cigarro

  • Tosse
  • Rinite
  • Conjuntivite
  • Crise de asma
  • Bronquite crônica
  • Enfisema pulmonar
  • Câncer do pulmão.

Um dos grandes perigos do cigarro é que além de fazer muito mal para a saúde é muito difícil parar de fumar. Isso porque o cigarro é muito viciante.

Como o cigarro afeta quem fuma

Ao começar a fumar, o sintoma natural é a tosse. Esse sintoma é o primeiro efeito da fumaça no organismo.

Com o tempo, a pessoa acostuma e aumenta o número de cigarros por dia. Isso gera uma resposta do corpo, que passa a produzir mais muco e esse muco cria uma barreira protetora contra a fumaça.

Esse aumento de muco causa aquelas famosas tosses carregadas.

Com o tempo os brônquios dos pulmões perdem os cílios, que são responsáveis por eliminar o muco.

Isso causa inflamação na região dos brônquios e acúmulo de secreção, causando a bronquite.

Outro problema comum que é mais grave é o enfisema pulmonar.

O enfisema pulmonar é causado quando os alvéolos pulmonares são destruídos por causa do contato constante com as substâncias tóxicas do cigarro.

Os alvéolos são responsáveis pela oxigenação do sangue.

Isso faz com que para o fumante fique mais difícil respirar, deixando a pessoa com a sensação de que está sufocada.

Esse quadro é irreversível. Ou seja, ao chegar nesse ponto não é possível voltar ao que era antes de fumar. No máximo ela pode não piorar mais

Mas se continuar fumando a situação fica ainda pior.

Algumas doenças relacionadas ao cigarro

  • Câncer de pulmão
  • Câncer de esôfago
  • Câncer de laringe
  • Câncer de faringe
  • Câncer de pâncreas
  • Enfisema pulmonar
  • Bronquite crônica
  • Infecções respiratórias
  • Angina
  • Infarto agudo do miocárdio
  • Hipertensão arterial
  • Acidente Vascular Cerebral.

Quem fuma vive menos e com qualidade de vida pior

De acordo com pesquisa pela Universidade de Oxford, uma pessoa fumante vive em média 10 anos a menos do que uma pessoa não fumante.

A pesquisa indicou também que se uma pessoa para de fumar aos 30 anos ela pode reduzir quase que por completo o risco de morrer prematuramente.

Outra descoberta interessante é que uma pessoa que parar de fumar aos 50 anos de idade pode reduzir o risco de morrer prematuramente pela metade.

Ou seja, nunca é tarde para parar de fumar. Mesmo que o vício torne difícil parar de fumar.

Por que o cigarro é tão viciante?

O motivo pelo qual o cigarro vicia tem nome: nicotina.

Essa dependência acontece porque a nicotina é psicoativa, ou seja, ela traz a sensação de prazer.

Ao fumar, a fumaça percorre o seu corpo. Primeiro ela chega aos pulmões, vai para a circulação sanguínea, e chega ao cérebro, causando a sensação de prazer.

A nicotina causa alterações no Sistema Nervoso Central, alterando o humor e comportamento da pessoa, como acontece com a cocaína, heroína e álcool.

Ao atingir o cérebro, a nicotina libera várias substâncias que causam a sensação de prazer em quem fuma.

Com o tempo o cérebro passa a precisar de doses cada vez maiores de nicotina para manter o nível de satisfação. Isso faz com que o fumante fique com necessidade de fumar, tornando-se dependente do cigarro.

Dicas para parar de fumar

Antes é necessário entender que você é dependente do cigarro. Não é possível acabar com o vício se você não o reconhece como um vício.

Pois a nicotina é uma substância altamente viciante, que causa dependência química.

Procure um pneumologista e um psiquiatra na Camim mais próxima de você.

Dessa forma você irá desenvolver um tratamento personalizado e amparado por profissionais capacitados, aumentando suas chances de largar o cigarro e todos os perigos que ele traz.

Cuide da sua saúde!

Venha fazer parte dessa família.

Planos a partir de R$72

 

Tenha o melhor custo beneficio. Simule aqui o valor do seu plano.

Venha fazer parte dessa família.

Planos a partir de R$72

 

Tenha o melhor custo beneficio. Simule aqui o valor do seu plano.