Check up: entenda pra que servem os principais exames e qual sua importância

Cerca de 5% dos brasileiros sofrem de algum distúrbio alimentar, de acordo com OMS. Você pode estar sofrendo de algum transtorno sem saber.

Entre os jovens os dados são ainda mais alarmantes, podendo chegar a até 10% com algum transtorno alimentar.

Mas primeiramente, vamos entender o que é um distúrbio ou transtorno alimentar.

O que são distúrbios alimentares

Os distúrbios alimentares são distúrbios da mente. E engana-se quem pensa que esses distúrbios estão associados apenas a obesidade.

Na verdade, esses distúrbios atuam nos dois extremos, podendo fazer com que uma pessoa coma demais ou, em outros casos, coma de menos.

Uma vez que, a compulsão alimentar até pode estar relacionada com a obesidade, por fazer a pessoa comer demais.

Entretanto, a anorexia nervosa é um transtorno que age de forma oposta, fazendo com que a pessoa busque o emagrecimento a todo custo, de formas não saudáveis.

Compulsão alimentar

A compulsão alimentar é caracterizada pelo consumo excessivo de alimentos em um espaço curto de tempo. Normalmente esse tempo é de no máximo duas horas.

É mais comum em pessoas que sofrem de obesidade, chegando a atingir até 1/3 dos obesos.

A pessoa come mesmo se não estiver com fome, e mesmo que comece a sentir-se cheia ou com algum desconforto abdominal, ela continua comendo.

Isso leva a outra característica importante da compulsão alimentar, que é a sensação de perda de controle.

Após os episódios de compulsão alimentar a pessoa sente muita culpa e vergonha pela quantidade absurda ingerida.

Em muitos casos as pessoas que sofrem desse distúrbio costumam comer escondidas.

Bulimia nervosa

A bulimia nervosa possui características parecidas com a compulsão alimentar, porém com uma diferença marcante.

Na bulimia nervosa também acontece de a pessoa comer de forma exagerada em um espaço curto de tempo.

A diferença para a compulsão acontece após o episódio de ingestão exagerada, que é quando a pessoa com bulimia procura uma forma de compensar a quantidade ingerida.

Muitos acreditam que a bulimia está relacionada apenas com provocar o próprio vômito, e embora essa seja a forma mais comum de compensação na bulimia, não é a única.

Essa compensação acontece através da indução ao vômito, jejum, uso de diuréticos ou laxantes e prática de exercícios de maneira exagerada.

Anorexia nervosa

A anorexia nervosa é considerada o transtorno alimentar mais grave, por ser o que causa mais óbitos.

Ela é caracterizada pela recusa em se alimentar ou dificuldade de alimentação, que causa o baixo peso.

Esses problemas para se alimentar são causados porque a pessoa com anorexia vive uma busca incessante pela perda de peso. E mesmo quando ela alcança o emagrecimento, a busca continua.

Isso porque essa pessoa possui uma visão distorcida a respeito do próprio corpo.

Por isso, por mais que esteja muito magra, a pessoa com anorexia nervosa continua com a obsessão de perder peso.

Tratamento de distúrbios alimentares

O principal tratamento é através da psicoterapia. Por se tratar de distúrbios da mente, o apoio psicológico para refazer crenças em relação a alimentação e destruir mitos criados internamente.

Aliado a isso, a reeducação alimentar é muito importante para tratar esses distúrbios. Em alguns casos é recomendado o uso de medicamentos.

Se você se identificou com algum dos sintomas de distúrbios alimentares, não perca tempo. Marque uma consulta com o psiquiatra na Camim mais próxima de você e cuide da sua saúde.

Venha fazer parte dessa família.

Planos a partir de R$72

 

Tenha o melhor custo beneficio. Simule aqui o valor do seu plano.

Venha fazer parte dessa família.

Planos a partir de R$72

 

Tenha o melhor custo beneficio. Simule aqui o valor do seu plano.