Pilates Clínico

Pilates Clínico

O método Pilates consiste num sistema de treino corporal completo, onde o corpo é trabalhado como um todo, desde a musculatura mais profunda à mais periférica. Mexendo não só com a mente mas com o corpo e a respiração.

Sobre o Pilates

Criado no início do século XX, os exercícios que compõem o método Pilates envolvem contrações isotônicas (ou seja, articular) e, principalmente isométrica, com ênfase nos músculos abdominais, glúteos e lombares, que compõem o centro de força.

Este centro de força é responsável pela estabilização estática e dinâmica do corpo. Dessa forma, durante os exercícios, a expiração é associada à contração do diafragma, do transverso abdominal e de outros músculos do corpo.

Princípios básicos do Pilates

O Pilates têm oito princípios básicos, sendo eles:

- concentração

- respiração

- centralização

- controle

- fluidez

- isolamento

- rotina

- precisão

Os exercícios são sempre adaptados às condições da pessoa que está fazendo o exercício e o a dificuldade dos exercícios irá respeitar as características e habilidades individuais.

O método é recomendado para ganho de flexibilidade, de definição corporal e para aumento da saúde. Recentemente, ganhou espaço e popularidade no tratamento de atletas na área de reabilitação. Também é usado no tratamento de desordens neurológicas, dor crônica, problemas ortopédicos e lombalgias.

O que é o Pilates Clínico?

Como citado antes, o método do Pilates está sendo muito usado na reabilitação, o uso para essa causa específica é denominado Pilates Clínico.

Ele é passado por um fisioterapeuta credenciado e consiste numa ferramenta eficaz no processo de reabilitação, apresentando benefícios variados, quando aplicado de acordo com os seus princípios.

Apresenta poucas contraindicações e a maioria não impede a aplicação do método, apenas exige algumas alterações e cuidados, enfatizando que o método seja individualizado.